Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Gestão de Inventário: a tecnologia ajuda ou atrapalha?

Por: GTI PLUG

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Gestão de Inventário: a tecnologia ajuda ou atrapalha?

O título deste artigo apresenta uma reflexão importante para todos os gerentes de TI, a gestão de inventário com uso de tecnologia ajuda ou atrapalha? Ou melhor: esta pergunta de 1 milhão de dólares traz à tona também uma autocrítica sobre o trabalho envolvendo a gestão de inventário: você está sabendo se adaptar às novas tecnologias e usar seu valor a favor do seu parque de coletores?

É fato que a tecnologia quebra paradigmas em todas as indústrias, em especial quando há um cenário econômico adverso e de baixa previsibilidade de resultados. Ainda assim, é comum que gestores mais experientes tenham receio de sair de sua zona de conforto e transformar sua gestão de inventário por meio da tecnologia.

Neste post, você vai entender como driblar a sua própria dificuldade de adaptação à tecnologia, entender como o outsourcing pode apoiar a otimização desse processo e conhecer algumas vantagens de um parque de coletores de dados digitais. Confira!

Gestão de inventário: o caminho do papel ao digital

Fazer sua gestão de inventário usando pranchetas e planilhas não é necessariamente um problema se a sua realidade é um parque pequeno e uma equipe enxuta. Ainda assim, é preciso confiar duplamente nos seus funcionários: em primeiro lugar, a coleta de dados manual pode levar a erros; em segundo, furtos e nos desvios internos são bastante comuns.

Por outro lado, se a sua realidade é um parque de coletores de dados de médio ou grande porte, seus riscos se tornam ainda maiores. Sem o direcionamento de ações mais efetivas, a percepção de que a gestão de inventário automatizada é falha será uma conclusão inevitável — quando o problema, na verdade, está alocado em falhas de processos, conferências e inversões de códigos de produtos.

Entre essas ações mais efetivas, está a aplicação da tecnologia na gestão do inventário. E aqui você deve estar se perguntando novamente em que medida a tecnologia ajuda ou atrapalha nesse processo. Para encontrar essas respostas, é importante analisar as particularidades da sua empresa. Elas que ditam qual a complexidade das atividades — e como uma gestão de inventário automatizada deve atuar.

Seja por experiência ou receio de parar a operação para implementar todo um novo processo de gestão, é normal estranhar as novas tecnologias. Porém, ainda que esse processo de adaptação seja absolutamente natural, como líder, você precisa transmitir segurança e confiança a sua equipe para contribuir com uma implantação eficiente.

Uma boa alternativa para você lidar com suas próprias limitações é dialogar abertamente com outros gestores de TI sobre o uso de ferramentas de automação de processos. Além disso, ouvir as opiniões de especialistas no assunto pode ser vantajoso não apenas para você entender melhor a tecnologia, assim como para ter um ponto de vista externo e sem vícios do diagnóstico de necessidades da sua empresa.

O papel do outsourcing na adaptação à tecnologia

O ponto principal da atuação de um parceiro de outsourcing, portanto, está no entendimento da complexidade das operações e quais os objetivos de curto, médio e longo prazos da companhia. É nesta etapa que gastos envolvendo deslocamento, terceirização e organização de estoque podem sofrer mudanças cruciais para a otimização de ações.

Entendemos que poderá ser incômodo para você ver seu parque sofrer mudanças drásticas, mas acredite: essa fase é temporária e importante para a implantação. Além disso, um bom parceiro fará o possível para oferecer toda uma estrutura de treinamentos regulares tanto para ambientar você quanto sua equipe.

Trata-se da dobradinha perfeita entre uma ferramenta gestão de inventário eficiente e uma nova consciência organizacional baseadas na tecnologia. A identificação e o alinhamento de expectativas define quais variáveis serão aplicadas para se chegar a um resultado satisfatório na gestão de inventário. Com a aplicação dessas diretrizes e a colaboração dos funcionários, a tecnologia torna-se uma grande e indispensável parceira.

Entre outras estratégias, podem ser criados documentos e políticas para a realização de ciclos que visam o controle geral da operação. Com dados precisos e confiáveis, identificar possíveis falhas torna-se mais rápido e menos desgastante para todos os colaboradores — permitindo você focar na sua gestão da operações.

A importância de trabalhar com especialistas

Um programa de gestão de inventário, quando realizado de acordo com as melhores práticas de mercado, pode apresentar não apenas retorno financeiro, como também mais transparência e eficiência na análise de dados para a tomada de decisões, permitindo que você se preocupe exclusivamente com o que seu negócio

Especialista em outsourcing de mobilidade, identificação e rastreabilidade de dados, a Cabtec é a maior empresa do segmento e está entre as três mais premiadas e reconhecidas em nível nacional.

Com o compromisso de garantir a operação dos clientes e torná-los mais competitivos, conhecemos e analisamos profundamente o seu negócio para atendê-lo de forma personalizada e consultiva, buscando melhorias contínuas por meio de contratos de performance e compartilhamento de riscos.

Você também pode gostar de:

Gerencie e expanda seu negócio com um software estável, rápido e eficiente.

Assine a nossa newsletter e fique por dentro das novidades do mundo logístico.

    Agora você pode conhecer mais de perto o GTI Plug!

    Você está a um passo de agendar sua demonstração. Você só precisa preencher o formulário para que nosso time entre em contato com você.